Conclusões das XV Jornadas Técnicas da ANIET

No dia 11 de Novembro de 2021 realizou-se, num regime híbrido, através de uma plataforma digital e com transmissão em live streaming a partir do Centro de Congressos da Alfandega do Porto, as XV Jornadas Técnicas da ANIET – Associação Nacional da Indústria Extractiva e Transformadora organizadas pela ANIET e que contaram com a participação de, aproximadamente três centenas de inscritos. Desta forma as Jornadas Técnicas da ANIET constituem-se como um dos maiores eventos do Sector da Industria Extractiva.

Durante o evento foram abordados diversos temas de interesse para a atualidade do setor das quais se releva:

A indústria extractiva é imprescindível no desenvolvimento da sociedade actual que depende, cada vez mais, da exploração de matérias-primas minerais.

A importância da indústria extractiva na economia nacional, manifesta-se, em particular, nos sectores da exportação contribuindo decisivamente para a riqueza de Portugal.

A importância da realização destas Jornadas Técnicas da ANIET já impôs esta iniciativa como espaço privilegiado na troca de informação entre os diferentes atores deste importante Sector industrial, afirmando-se a ANIET como um parceiro privilegiado na área das Minas, Rochas Industriais e Rochas Ornamentais.

Foi dada particular enfâse ao futuro deste sector industrial e da imprescindibilidade das matérias-primas minerais para os novos desenvolvimentos tecnológicos, para a humanidade e para a transição energética.

Foi abordada a estratégia europeia para este sector, onde os recursos minerais são considerados um bem essencial e estratégico indispensável para a adaptação, prevenção e mitigação das alterações climáticas.

Estamos no início de uma mudança de paradigma, mas somos uma indústria estratégica para que a UE atinja os seus objectivos em matéria de alterações climáticas, tendo ficado bem explícito que o Sector da Industria Extractiva será parte da solução.

Foi salientado o potencial exportador deste Sector que se encontra ameaçado pelo aumento descontrolado dos custos energéticos e pelas actuais políticas energéticas, o que tem levado as empresas a perder competitividade, constituindo-se como um obstáculo à internacionalização.

Este factor aliado à gravíssima crise pandémica à escala global, tem vindo a agravar a situação, desregulando todos os fluxos existentes, aumentando todos os custos, desde as matérias-primas aos produtos finais, criando uma forte incerteza em toda a sociedade.

Foram assinaladas as diferentes actividades realizadas pela ANIET ao longo destes dois últimos anos, salientando-se o papel que a ANIET tem tido como interlocutor privilegiado entre as empresas do sector e o demais organismos e instituições governamentais. Releva desta interacção a sua intervenção sobre todo o articulado legislativo em revisão e o apoio à exportação e internacionalização das empresas que actuam no sector.

Foram apresentadas recentes alterações legislativas: a nova lei de Minas e o novo Regime Geral de Gestão de Resíduos e suas aplicabilidades e abordada a futura legislação em matéria de produtos explosivos e suas implicações para o sector.

Num outro momento destas jornadas, foi dada a conhecer uma plataforma de gestão de riscos profissionais e a Plataforma ANIET SoftGeo que será disponibilizada às empresas e que surge como resposta à necessidade destas reunirem toda a informação de gestão de uma exploração. Aproveitando os benefícios proporcionados pela evolução digital a ANIET criou este sistema integrado de gestão que pelo facto de conter indicadores importantes de apoio à decisão, nomeadamente, volumes explorados, áreas mexidas, consumos, recursos humanos e equipamentos permite desmaterializar processos, realizar análises objetivas da informação e tomar decisões fundamentadas e atualizadas.

Outros temas como Economia Circular, Sustentabilidade na Industria Extractiva, e Digitalização, foram apresentados como vantagens da Industria Extractiva na perspectiva deste novo paradigma acarinhado pelas políticas da Comunidade Económica Europeia.

Conclusão: Somos um actor estratégico para a mitigação e adaptação às mudanças climáticas e ao acordo verde da EU.

“Este nosso sector deveria de ser cada vez mais acarinhado pelas entidades governamentais, pois sem ele não será possível qualquer transição energética.” – Presidente da ANIET, Eng.º Jorge Mira Amaral

Poderão assistir à gravação das Jornadas Técnicas em: https://www.youtube.com/watch?v=e6T4Sb18zr4

Video ” PEDRA É INTEMPORALIDADE”

Video “PORTUGUESE STONE THE NATURAL PATH”