Obras, Materiais e Equipamentos para a Construção nº 137

jose de matosO ano de 2021, de forma algo improvável, acabou por revelar-se o melhor dos últimos anos no que diz respeito à atividade da construção e dos materiais de construção.

Mas apesar da procura continuar forte e do ritmo crescente que se observa na construção de habitação nova, só ultrapassado, eventualmente, pelo enorme frenesim das obras públicas que terão que ser concluídas contra relógio, até 2026, os fortes aumentos de custos observados nos últimos doze meses (mão-de-obra, materiais e combustíveis) constituem uma ameaça que não deve ser subestimada.

Parece que todos estão de acordo que, no que diz respeito aos fatores inflacionistas, atribuídos às matérias-primas, à energia e à desregulação do transporte marítimo, eles serão temporários e que, em poucos meses, tudo voltará ao normal. É bem possível que assim seja, mas as consequências nos negócios e nas empresas causadas por flutuações tão intensas nos preços poderão vir a ser nefastas em termos financeiros e causar falências e desconfiança.

Por outro lado, existe a possibilidade de estes fenómenos não serem os únicos a puxar pela inflação na pós-pandemia.

Com efeito, parece haver uma falta de mão-de-obra generalizada em todo o mundo industrializado que poderá alimentar um aumento significativo nos custos do trabalho, a que se somam os custos, ainda pouco discutidos, da transição energética. E se isto é em si próprio um desafio, o que sucederá se as taxas de juro começarem a aumentar?

É claro que nesta fase, sobretudo na Europa e, em particular, em Portugal, vivemos um ciclo extremamente favorável para a construção, que deverá durar pelo menos mais três a cinco anos.

Mas nada está garantido e vai ser preciso melhorar muito a produtividade deste sector. A transformação dos processos de construção, no sentido da industrialização, já está em marcha e as políticas europeias são muito claras nas suas orientações.

Estaremos distraídos?

Obras, Materiais e Equipamentos para a Construção nº 137

PDF || Versão Completa

Publicações Anteriores